Cargando.. por favor espere...

Santo André Avelino

San Andrés Avelino

Lanceloto ?seu nome originário? Avelino nasceu em Castronuovo di Sant’Andrea (Itália), em 1521. Seus padres foram João Avelino e Margarita Apelli. Depois dos primeiros estudos, se formou em jurisprudência e foi ordenado sacerdote, exercendo, durante certo tempo, o ofício de defensor de diversas causas no foro eclesiástico. No entanto, havendo experimentado que esse exercício professional colocava em perigo sua vida espiritual, decidiu dedicar-se inteiramente ao ministério sagrado. Neste âmbito, levou adiante com zelo apostólico o serviço a Deus e ao próximo, até o ponto de colocar em risco sua vida física. Recebido na Casa Teatina de São Paulo Maior de Nápoles, teve por Mestre de Noviços ao Beato João Marinoni e, por companheiro, ao Beato Paulo Burali. Fez sua profissão religiosa teatina no dia 25 de janeiro de 1558, tomando o nome de André. Aos três votos religiosos conhecidos, a saber: castidade, pobreza y obediência, acrescentou o de renunciar decididamente a própria vontade e percorrer incessantemente o caminho da conversão evangélica.

Homem virtuoso e justo, sacerdote pleno de unção e religioso corajosamente observante, se empenhou com todas suas forças na atenção dos fiéis de diversos setores sociais, se destacando como confessor e diretor espiritual, particularmente de membros da nobreza e de funcionários públicos. Desempenhou, por sua vez, com esmero o ofício de Mestre de Noviços e em outros serviços que a Ordem Teatina lhe confiou.

Colaborou com São Carlos Borromeu na Arquidiocese de Milão, para aplicar as reformas do Concílio de Trento nesta jurisdição eclesiástica, fazendo o próprio com o Beato Paulo Burali na diocese de Piacenza.

Como resultado de seu apostolado epistolar e das tarefas que realizou, se pode recolher um copioso material literário produzido por Santo André Avelino, que foi oportunamente publicado.

No dia 10 de novembro de 1608, enquanto se preparava para iniciar a celebração da Eucaristia, sofreu um ataque de apoplexia, e morreu. Foi beatificado por Urbano VIII em 1624 e canonizado por Clemente XI no dia 22 de maio de 1712. Sua festa litúrgica é celebrada no dia 10 de novembro. Santo André Avelino é invocado, por causa do modo que morreu, como protetor contra a morte imprevista.